COMCAM

Jornal da Comcam

Cadastre-se e receba por e-mail as últimas novidades da COMCAM!

Notícias

02/09/2019 - Falta de efetivo policial preocupa e Comcam vai cobrar medidas do Estado

Assessoria Comcam

A Comunidade dos Municípios da Região de Campo Mourão  (Comcam) está com um déficit entre 100 a 150 policiais militares. O número foi apresentado na sexta-feira (30), aos prefeitos da região, durante reunião da Comcam, em Campo Mourão. Entre os temas do encontro, a segurança pública regional fez parte da pauta.

“A fata de efetivo é uma triste realidade em todos os municípios. Esta demanda é antiga e precisamos enfrentar isso”, destacou o presidente da Comcam, Edenilson Miliossi, prefeito de Barbosa Ferraz.  Segundo ele, a Comcam irá convocar uma agenda com o Governador Ratinho Junior e com o Secretario Estadual de Segurança Pública, coronel Romulo Marinho, para cobrar uma solução para o problema. “Vamos levar os 25 prefeitos a Curitiba para sensibilizar o governador”, destacou.

Segundo Miliossi, existe a expectativa de prefeitos da região com o concurso público do estado para contratação de policiais militares e com a escola de formação de soldados em Campo Mourão com capacidade para formar até 120 policiais. “Vamos cobrar do governador para que estes policiais que se formarem em Campo Mourão fiquem para a região que está sofrendo com falta de efetivo há muito tempo”, argumentou.

O presidente da Comcam, citou como exemplo a sua cidade, Barbosa Ferraz, que registrou na última semana a fuga de 9 presos da cadeia pública. “Para ajudar na ação teve que ir policiais de fora deixando outras cidades desguarnecidas. A situação está muito difícil e se não houver cooperação do Governo do Estado tende a ficar ainda mais crítica”, preocupou-se Miliossi. 

 

Cortina Verde

A Cortina Verde, que vem sendo cobrada dos municípios pelo Ministério Público, foi outro tema discutido durante a reunião. A cobrança para implantação do sistema vem preocupando os prefeitos. “Sabemos da importância disso, porém, não temos condição de legislar e fazer um trabalho individual. Por isso vamos discutir os projetos e ações em conjunto entre os municípios”, disse Miliossi.

A orientação da Comcam é que os prefeitos dos municípios se reúnam com os produtores rurais e entidades do setor para expor a situação. “Vamos fazer também um trabalho interno no sentido de definirmos ações que sejam viáveis aos municípios. Já temos uma lei Estadual e Federal que trata do assunto e não temos condições financeiras e nem equipes técnicas para elaborar uma lei própria”, ressaltou o presidente da Comcam.

Ele disse ainda que a Comcam, através do departamento jurídico, está buscando orientações junto à Secretaria Estadual da Agricultura e Ministério da Agricultura para repassar aos municípios a fim de evitar futuras ações contra os prefeitos. “Por um lado temos uma região essencialmente agrícola e por outro temos a saúde humana em discussão, ou seja, é um assunto bastante delicado que exige muita discussão para se chegar a um denominador”, falou.

 

Prefeitos no encontro

Participaram do encontro os prefeitos: Tauillo Tezelli (Campo Mourão); Rogério Rigueti (Engenheiro Beltrão);  Suely Alves (Rancho Alegre D’Oeste); Carlos Caxão (Corumbataí do Sul); Marilia Gonçalves (Roncador); Wilson Carlos de Assis (Iretama), Ricardo Radomski (Mamborê); Wenderson Santos (Boa Esperança); Haroldo Duarte (Corumbataí do Sul); José Carlos Gomes (Nova Cantu); e Edenilson Miliossi, presidente da Comcam (Barbosa Ferraz).

Imagens

 -

Outras Notícias

Rua Brasil Nº 879 - Centro
CEP 87301-140 - Campo Mourão - Paraná
(44) 3523-5210
comcam@comcam.com.br
Facebook Twitter Youtube