COMCAM

Jornal da Comcam

Cadastre-se e receba por e-mail as últimas novidades da COMCAM!

Notícias

19/09/2019 - IBGE inicia Pesquisa Nacional de Saúde na região da Comcam

Agentes do Instituto Brasileiro de Geografia (IBGE) iniciaram na região a coleta de dados da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS). Os primeiros resultados estão previstos para serem divulgados em 2021. Na Comcam, os trabalhos de coleta devem ser finalizados até outubro deste ano, de acordo com a chefe da agência local do IBGE, Priscila de Moura Portela Bambini.

Ela explica que a pesquisa é realizada em convênio com o Ministério da Saúde e em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT). A PNS investiga a prevalência de doenças crônicas não transmissíveis e quantifica a população com incapacidades físicas.

Outros indicadores importantes são relativos ao estilo de vida (sedentarismo, tabagismo, dieta, consumo de álcool) e à saúde bucal. A PNS também investiga se os moradores sofreram algum tipo de violência e monitora a realização de exames preventivos, além de avaliar a percepção da população sobre o Sistema Único de Saúde (SUS).

“A pesquisa também coleta os dados antropométricos – peso e altura – de um dos moradores dos domicílios visitados, para detectar a incidência de obesidade e estabelecer as medianas de peso e altura da população”, falou Priscila.

Segundo ela, a pesquisa é amostral, ou seja, são selecionados apenas alguns estabelecimentos (residências). No Paraná a amostragem é de mais de 4 mil domicílios, enquanto na região da Comcam são 100. Já em nível de país são cerca de 1.500 agentes de pesquisa que visitarão 108 mil domicílios em mais de 2 mil municípios. Na região, os municípios onde serão coletados os dados são: Araruna, Barbosa Ferraz, Campina da Lagoa, Goioerê, Juranda, Ubiratã, e Nova Cantu.

 “A entrevista é um pouco mais extensa, ou seja, os entrevistadores ficam um pouco mais de tempo na casa da pessoa. É perguntado sobre questões de doença crônica, uso de medicamentos, como foi conseguido o medicamento, se o atendimento foi feito no posto de saúde, entre outras. Com essa pesquisa vamos ter um retrato do serviço público de saúde no Brasil. A partir destes dados vamos conseguir desenvolver politicas públicas para atender melhor a população”, falou Priscila.

A PNS foi a campo pela primeira vez em 2013, mas dá continuidade a um ciclo de investigações realizadas pelo IBGE a cada cinco anos, desde 1998, com os suplementos de saúde da antiga Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD).

O IBGE fez quatro divulgações dos dados da Pesquisa Nacional de Saúde 2013, entre dezembro de 2014 e junho de 2016. A PNS 2013 mostrou, por exemplo, que entre a população com 18 anos ou mais de idade, 14,5% fumavam cigarro e 24,0% ingeriam bebida alcoólica pelos menos uma vez por semana. Entre as mulheres que tiveram filho no período de referência da pesquisa, 54,7% fizeram cesariana.

A obesidade acometia um em cada cinco adultos e esse percentual era mais alto entre as mulheres (24,4%) do que entre os homens (16,8%). A pesquisa também mostrou que 11,2 milhões de pessoas (ou 7,6% da população com 18 anos ou mais) foram diagnosticadas com depressão por um profissional de saúde mental. Ainda entre os adultos do país, segundo a PNS 2013, 21,4% eram hipertensos, 6,2% eram diabéticos e 12,5% apresentavam colesterol alto. Esses e outros temas investigados em 2013 continuam a fazer parte da PNS 2019, permitindo uma avaliação de sua evolução ao longo dos últimos anos.

Imagens

 -

Outras Notícias

Rua Brasil Nº 879 - Centro
CEP 87301-140 - Campo Mourão - Paraná
(44) 3523-5210
comcam@comcam.com.br
Facebook Twitter Youtube